A situação do boavistense tá mesmo de se lastimar. Se não bastasse a péssima qualidade da água que sai das torneiras (quando sai), agora é a constante falta de energia que atormenta este já sofrido povo. Voltamos ao tempo do racionamento de energia.
A expansão da rede elétrica ao interior do município, tornou o sistema de distribuição inconstante. O blog espera um posicionamento da Guascor do Brasil sobre o assunto.