Há quatro meses nasceram no Pará Jesus e Emanuel, um dos raros casos registrados de nascimento de gêmeos siameses no Estado. Naturais de Anajás, no Marajó, eles foram transferidos para a capital paraense com um dia de vida, em dezembro do ano passado, onde permaneceram internados por cerca de dois meses na Santa Casa de Misericórdia.
 Médicos explicaram que o caso raro aconteceu por conta do ovo (gerado após a fecundação) que passou por divisão com duas semanas de atraso, ocasionando a anomalia.
 As crianças estão há dois meses no Hospital de Clínicas em Belém, onde já passaram por diversas intervenções médicas, entre elas, uma cirurgia para a colocação de um ‘stent’ em Jesus. O procedimento foi necessário para tentar corrigir um entupimento na veia da criança, que impede a circulação sanguínea, que gerou inclusive um problema no pulmão por falta de fluxo sanguíneo adequado, mas que deve ser corrigido com a intervenção cirúrgica.
 Os médicos consideram o quadro clínico das crianças estável, apesar de Jesus estar com várias complicações. Emanuel se alimenta normalmente e não tem problemas, já Jesus se alimenta por meio de tubos.

Uma posível separação dos irmãos foi descartada pelos médicos logo após os primeiros exames, que constataram a presença de dois indivíduos que compartilham apenas alguns órgãos.
A divisão só pode ser pensado caso um dos gêmeos venha a óbito.

A mãe das crianças, uma jovem de 25 anos, acompanha de perto o desenvolvimento dos filhos e aguarda o dia que possa levá-los para casa o que, segundo os médicos, ainda não tem data para acontecer.

Fonte: ORM