Orientação técnica e doação de alevinos são duas ações que o governo do Estado, por meio da Secretaria de Pesca e Aquicultura (Sepaq), realizará no município de São Sebastião da Boa Vista, no Arquipélago do Marajó, para incentivar a piscicultura. As medidas foram anunciadas pelo secretário adjunto da Sepaq, Edinaldo Vieira Ramos, ao secretário Municipal de Pesca de São Sebastião da Boa Vista, Eraldo Magno, em reunião realizada nesta terça-feira (27), na sede da Secretaria, em Belém.
 Eraldo Magno solicitou à direção da Sepaq apoio para o desenvolvimento da piscicultura no município, com doação de alevinos e visitas técnicas, para beneficiar mais de 5 mil pescadores artesanais. O incentivo à piscicultura seria, segundo o secretário municipal, uma alternativa de geração de renda para as famílias de pescadores no período do defeso, quando a pesca é proibida.
 O secretário informou que 80 famílias já estão cadastradas para trabalhar com criação de peixe em cativeiro. Quarenta poços já foram escavados, mas ainda não foram usados. “Precisamos capacitar essas pessoas, para que comecem a produzir pescado”, disse Eraldo Magno.
 O adjunto da Sepaq garantiu o envio de um técnico da Secretaria ao município, para que possa orientar os produtores sobre a piscicultura, e disse que em um mês serão doados 10 mil alevinos. “Vamos atender ao pedido dos pescadores da região, fazendo o possível para ajudar no desenvolvimento da piscicultura no município”, afirmou Edinaldo Vieira Ramos.

Fonte: Agência Pará de Notícias