O blog solicitou junto à SECOM (Secretaria de Comunicação do Estado) informações sobre as obras inacabadas em São Sebastião da Boa Vista, entre elas, o Residencial “Celina Pereira”. Obra da COHAB em parceria com o municipio que está abandonada há 2 anos e agora encontra-se ocupada por familias prejudicadas com a demora na entrega das casas.

Leia abaixo as informações enviadas…

Conforme solicitado pelo Sr. informamos sobre a Cohab que:

Foram assinados com data de 28 de fevereiro de 2008, 150 contratos dos quais participaram, alem do Beneficiário, a Economia Credito Imobiliário S/A – ECONOMISA, como agente financeiro; a Pirâmide Construções LTDA, como interveniente construtora e responsável técnica; o Município de São Sebastião da Boa Vista e a COHAB como Proponente. À Cohab, como proponente, compete conceder ao beneficiário, parte da contrapartida necessária para a execução das obras, a qual foi liberada nos dois primeiros meses do cronograma, complementando o subsídio concedido pelo Governo Federal através do Agente Financeiro.
A fim de cumprir normas legais, a Cohab assinou ainda, com cada um dos beneficiários, contrato para construção com aplicação de recursos do Cheque-Moradia.
O restante da contrapartida seria fornecido pelo município em forma de bens e serviços com a implantação de arruamento e infra-estrutura, além de indicar os beneficiários e lhes outorgar a escritura definitiva do lote ofertado.
Ocorre que, muito embora a Interveniente Construtora tenha dado andamento à construção das unidades habitacionais, os serviços referentes à execução da infra-estrutura não tiveram o mesmo avanço.
No dia 20/04/2010, na sede da Cohab, foi realizada uma reunião com o Sr. Getúlio Brabo de Sousa, Prefeito daquele município, onde na ocasião ele se comprometeu a retomar as obras a partir de Junho de 2010. Passado o prazo assumido pelo Sr. Prefeito, os serviços não foram iniciados.
A Cohab, prevendo as dificuldades que teria a prefeitura para executar os serviços, solicitou ao Agente Financeiro, a prorrogação do prazo de construção, que foi concedido para a data de 30/04/2011.
Esta companhia ainda aguarda o início dos serviços os quais a Prefeitura daquele Município se comprometeu a executar.

Ascom/Cohab.