Capa do Diário do Pará de hoje (13/05) traz à tona novamente o debate sobre a federalização do Marajó. Mas, a pergunta que não queR calar é: – Federalizar o quê ? .. Todos sabem que os municípios marajoaras já sobrevivem exclusivamente dos repasses constitucionais do Governo federal.. Usar como pretexto pra federalizar o baixo IDH, a malária, a violência o desemprego e outras mazelas, não é correto. O que nos garante a solução destes problemas seculares com a federalização ? O problema é interno. Praticamente inexistem políticas públicas ou ações – salvo as assistencialistas como a recente Caravana PRO PAZ do Governo do Pará – para o povo Marajoara. Temos que debater é o controle social dos recursos repassados pela união aos municípios. Fazer compreender que o grande nó está na visão lúdica de administrar uma cidade.
Praticamente toda cidade marajoara é governada por feudos familiares e isso sim é maléfico.