Extraído do blog do Walrimar Santos
Uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar com apoio do Conselho Tutelar resultou neste domingo, 5, em Breves, na ilha do Marajó, no cumprimento de um mandado de prisão temporária de 30 dias decretado pela Justiça contra Benedito Nascimento de Freitas(foto), acusado de estupro.

A ordem judicial foi requerida pela delegada Vanessa Macedo, titular da DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) e expedida pelo juiz da Comarca, Luiz Augusto Menna Barreto. A vítima é enteada do acusado. Ele foi denunciado pela própria companheira, Sônia Márcia Bastos da Silva, mãe da vítima.
A equipe policial partiu da sede de Breves, por volta de 5 horas da manhã deste domingo, em duas lanchas voadeiras, uma da Polícia Civil e outra cedida pela Prefeitura Municipal. Os agentes deslocaram-se até a região denominada “Furo do Gil”, situada às proximidades do município de Afuá, onde chegaram por volta de 11 horas.

Em seguida, os policiais com ajuda de moradores da localidade passaram a fazer buscas para prender o procurado. Ao encontrar a casa de Benedito, parte da equipe policial fez um cerco por um matagal aos fundos da casa e outra parte foi para a frente do imóvel, para tentar impedir a fuga do acusado.

Após a prisão do acusado, os policiais verificaram que ele estava na casa com cinco crianças com menos de seis anos de idade. Durante breve interrogatório, o acusado confessou que é pai das cinco crianças, porém três delas são seus filhos com Sônia, sua companheira, e outros dois são seus filhos com a enteada.

A equipe policial foi coordenada pelo delegado Jarson Joel Santos, superintendente regional das Ilhas do Marajó, e composta pelos investigadores Aragão, Davi, Fernandes e escrivão Edresson, com o apoio dos policiais militares Vagner e Patrick e do Conselho Tutelar.