Acontece nesta sexta-feira (17), na sede da Cohab em Belém, a penúltima oficina do governo estadual para traçar um diagnóstico do déficit habitacional do Pará, desta vez com foco nas cidades do arquipélago do Marajó. As reuniões, organizadas em parceria com o Conselho das Cidades, vêm ocorrendo desde o último dia 7 de março nas principais regiões de integração do estado.
O encontro dos municípios marajoaras acontece em Belém por orientação do Conselho Estadual das Cidades, que considera mais fácil o deslocamento para a capital do que entre os municípios da própria região.
Para a oficina, técnicos do governo (através da Cohab, Segov, Sedurb e Idesp) convidaram, além de lideranças políticas de cada município, representantes de associações e movimentos sociais ligados à questão da moradia.
Na oportunidade, será discutida não só a situação sócio-econômica da região, como também o déficit de moradia. Todas as informações colhidas no encontro serão levadas em consideração na hora de traçar o Plano de Habitação, que está sendo construído para combater o déficit em todo o estado.
Segundo a gerente da Célula de Planejamento da Cohab, Ana Carolina Holanda, é fundamental que os municípios marajoaras mandem representantes para a oficina de Belém, pois o Marajó tem características bem diferentes das demais regiões paraenses, que devem ser discutidas e consideradas no processo de elaboração do plano que vai combater o déficit habitacional.

FONTE: Governo do Estado do Pará