Extraído do perfil no facebook do boavistense Miguel Teixeira

 As obras públicas paralisadas causam prejuízo para a população e aos cofres públicos.
Legalmente há punições previstas para casos de obras inacabadas e desvio de dinheiro público.
 As obras públicas inacabadas são fruto da combinação de três fatores: falta de punição aos gestores que interrompem as obras, projetos mal elaborados e falta de fiscalização. Outro agravante é o desvio de dinheiro público, que muitas vezes começa já na elaboração da licitação da obra, com a colocação de itens que acabam por favorecer uma única empresa.
A ineficiência da fiscalização também contribui para o desvio de recursos desde a licitação, com o superfaturamento de itens da construção, passando pelo pagamento de propina que muitas vezes começa na liberação da verba pública, chegando ao direcionamento de licitação. Isso acontece quando um item específico entra no processo licitatório e só pode ser executado por determinada empresa.

“Frente por uma Boa Vista Melhor” 

Estamos de olho nas principais obras públicas inacabadas como:
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DO ESGOTO SANITÁRIO, ORLA, CAMPO DE FUTEBOL, GINÁSIO DE ESPORTES, CONJUNTO HABITACIONAL DA COHAB.
Só para lembrar aos responsáveis que é o DINHEIRO DO POVO EMPREGADO NAS REFERIDAS OBRAS, por isso, exigimos, nós POVO, a conclusão e funcionamento imediata das obras citadas ou iremos buscar nossos direitos legais