Para o desenvolvimento social, econômico e ambiental de uma cidade ou região, é fundamental que sejam estabelecidas as condições mínimas de infraestrutura, da mesma maneira como acontece com uma plantação qualquer, que necessita de adubo, umidade, luz , etc. Desse modo, não podemos conceber hoje o desenvolvimento de uma cidade como Ponta de Pedras, no Marajó, sem a infraestrutura de energia elétrica confiável, transporte público, serviço de fornecimento de água, segurança pública, saúde, estradas, etc. O transporte público só existe de segunda a sábado, mesmo sendo a prefeitura proprietária de um barco com capacidade para mais de 100 passageiros, o qual continua inoperante há vários anos. Essa infraestrutura no século XXI é o mínimo que se pode reinvidicar das autoridades, que se mostram insensíveis.

Antônio Ernesto Teixeira-Engenheiro químico/ ESPAÇO DO LEITOR – Diário do Pará