Equipes do Ibama e do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) divulgaram nesta quinta-feira (9), o resultado da Operação Ínsula, realizada em junho e só consolidada em julho. A equipe apreendeu dez barcos, três balsas e dois rebocadores que transportavam madeiras ilegais no Arquipélago do Marajó. Os fiscais identificaram diversas serrarias clandestinas às margens dos rios e igarapés da Ilha e autuaram os respectivos responsáveis em multas que totalizam mais de R$ 520,7 mil.

Desde a primeira descida da equipe na região do Marajó, foi constatada a existência de diversas serrarias clandestinas utilizadas por pessoas que vivem às margens do rio Tajapurú, no município de Breves. Na localidade, também foram apreendidas embarcações com madeiras serradas, vindas de desmatamento ilegal.

FONTE: Portal ORM