Na manhã da quinta-feira, 28/05, fiscais do Ibama, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio e do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade – Funbio, fecharam duas serrarias ilegais que funcionavam dentro da Reserva Extrativista “Terra Grande e Pracuuba”, localizada nos municípios de São Sebastião da Boa Vista e Curralinho, na região do Marajó, no Pará.
Além desse fechamento, mais dez serrarias foram embargadas na terça-feira, 26/05, também por não possuírem licença para extrair matéria-prima da Resex e, por isso, os infratores foram autuados e deverão pagar multas que somam R$ 45,7 mil. Até agora, a equipe contabiliza cerca de 300 metros cúbicos de madeira apreendida, a maioria serrada das espécies jamirana e quaruba. Entre elas, há outras essências de madeira branca que são utilizadas principalmente na construção civil. A equipe também apreendeu quatro embarcações que transportavam madeira sem origem legal.
As três instituições estão à frente da operação intitulada “Terra Grande Pracuuba Limpa”, que tem o objetivo de realizar ações fiscalizatórias para combater a exploração florestal ilegal, principalmente de madeira e palmito, dentro da Resex.