Agência Pará

A governadora Ana Júlia Carepa anunciou nesta quarta-feira (18), durante pronunciamento no Fórum do Marajó, no auditório do Centro Integrado de Governo (CIG), o início das obras do linhão que levará energia da Hidrelétrica de Tucuruí para o município de Breves, no Arquipélago do Marajó, a partir dos municípios de Cametá e Portel.
Em reunião com o diretor da Eletrobras, Walter Cardeal, e o diretor da Eletronorte, Ademar Palocci, a governadora ouviu que já estão assegurados os recursos para a contratação da empresa Rede Celpa para a instalação de uma rede de energia de 138 Kw, com 206 quilômetros, de Tucuruí a Breves. O investimento é de R$ 378 milhões.
Durante o Fórum do Marajó, promovido pela Secretaria de Integração Regional (Seir), para avaliar as políticas públicas em andamento e estabelecer novas prioridades, Ana Júlia Carepa exortou os prefeitos do Marajó a trabalharem de forma integrada com o governo estadual, a fim de otimizar recursos humanos e financeiros e responder às demandas sociais da região.
Segundo a governadora, quando se fala em Marajó todos os problemas são superlativos, assim como o próprio arquipélago, que é o maior do planeta na categoria fluviomarítima. São problemas estruturais e históricos, que agora estão sendo enfrentados, com a construção de hospitais e a instalação do linhão de energia elétrica.
Ações conjuntas – Ana Júlia Carepa ressaltou que, a despeito de suas belezas naturais, de sua importância como santuário ecológico e da riqueza cultural de seu povo, o Marajó carrega o ônus de apresentar os piores indicadores sociais e econômicos do Brasil. Mas isso está sendo resgatado a partir de ações conjuntas dos governos federal e estadual.
“O nosso governo, um governo popular, em parceria com o governo do companheiro Lula, teve a sensibilidade de fazer o resgate desse abandono histórico, um trabalho que se consolida com o Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Marajó, fruto do anseio da própria população e que está pronto para ser implementado”, afirmou a governadora.
Entre as obras que estão sendo concretizadas, ela citou a construção do Hospital de Melgaço, com 15 leitos, um investimento superior a R$ 1,7 milhão, cuja conclusão está prevista para abril. Outro exemplo é o Hospital de Bagre, também com 15 leitos, que está sendo construído em parceria com o governo federal. A contrapartida do governo estadual é de R$ 1,6 milhão, e deve ficar pronto em junho deste ano.
Até o final deste semestre também deverá ser entregue o Hospital Regional de Breves, que havia sido alocado numa área inadequada e precisou de muitas reformulações e investimentos para que pudesse funcionar plenamente.
Ana Júlia Carepa destacou ainda a ação do Programa Rios de Saúde, em parceria com a Marinha, que em sua quinta versão percorreu, recentemente, municípios do Marajó. Em três expedições, o programa já beneficiou 10 mil pessoas.
Em conjunto com a Funasa e recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a governadora anunciou a ampliação da rede de água tratada. “Água é saúde e, quanto mais saúde, menos doentes nos hospitais, menor as despesas para os municípios e mais recursos para outros investimentos”, disse ela aos prefeitos marajoaras.
Texto: Paulo Roberto Ferreira
Gabinete da Governadoria