E nós ainda nos surpreendemos com algumas coisas que acontecem em SSBV.  A frente da cidade ganhou em 2010 um novo trapiche municipal. Obra totalmente feita pelo estado ( por isso que começou e terminou). Sem gestão que o administre, o hidroviário está entregue às moscas. Espaços de comercialização sub-utilizados e o restante sendo alvo de depredação. Outros municipios que bem administram seus espaços, mantem um “trapicheiro”, guardador de volumes e rádio VHF para comunicação com as embarcações.
Em SSBV isso é ignorado… Até quando ?