Extraído do blog do Walrimar Santos
A Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), da Polícia Civil, divulgou nesta sexta-feira, 13, o relatório das atividades desenvolvidas durante a caravana do Projeto Presença Viva: Pró-Paz Cidadania” que percorre a Ilha do Marajó. A equipe da unidade policial percorreu os municípios de Portel, Melgaço e Breves entre os dias 20 de março e 2 de abril. Em cada município, a equipe da Data formada pela delegada Nazaré Cardoso, investigadores De Paula e Átila e motorista policial Belém mobilizou a rede de atendimento de crimes contra crianças e adolescentes. Em Portel, os policiais civis entraram em contato com o juiz titular da Comarca local, Newton Carneiro Primo, e a promotora substituta Dully Otakara, além das Secretarias Municipais, Polícias Civil e Militar, CREAS (Centros de Referência Especializados em Assistência Social), CRAS (Centros de Referência em Assistência Social), Pastoral da Criança, Conselho Tulelar, dentre outros.
 A meta foi convidá-los para uma palestra com a finalidade de promover o fortalecimento da rede de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes na cidade. Realizada no auditório da SETRAS (Secretaria de Assistência Social), a palestra reuniu, aproximadamente, 50 pessoas, entre professores e profissionais de saúde, além das presenças das secretárias de Assistência Social, de Educação e da Saúde, a primeira-dama do município, psicólogas, assistentes sociais e conselheiros tutelares. Reunidos com profissionais da área de saúde, entre os quais a secretária municipal Marilda Tenório, os policiais da Data repassaram orientações sobre a legislação e sobre as implicações em caso de omissões da não realização da notificação obrigatória pelo profissional da saúde.
 Na avaliação dos profissionais de saúde, o encontro foi bastante proveitoso e a reunião terminou com a demonstração de satisfação pelas explicações e esclarecimentos. “Fomos convidados a retornar em breve, pois há um projeto provavelmente para o mês de junho deste ano de levar palestras sobre o assunto para 12 localidades pertencentes ao município de Portel”, explicou a delegada Nazaré Cardoso. Segundo ela, todos os órgãos visitados naquele município contribuíram com o trabalho da equipe policial e demonstraram interesse pelos temas abordados, como pedofilia, estupro de vulnerável, tráfico interno e internacional de pessoas, pornografia infanto-juvenil e as atividades desenvolvidas pela Projeto Pró-Paz Integrado. Já no município de Melgaço, a equipe da Data se reuniu com cerca de 40 pessoas no salão da Paróquia de São Miguel Arcanjo.
 Entre os presentes estavam profissionais da educação, saúde, assistência social, conselheiros tutelares e da Pastoral da Criança. A palestra foi avaliada muito positiva pelos participantes. Em Breves, os policiais civis promoveram entre os dias 29 de março e 2 de abril, visitas aos diversos órgãos municipais e estaduais para promover a palestra de orientação na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ligada à ordem dos padres agostinianos. A caravana visa resgatar a cidadania de pessoas que jamais possuíram registro de nascimento fazendo com que se tornem cidadãos e tenham acesso a outros serviços.