Blog-A cidade desde 2005 vem em ritmo de desenvolvimento social muito grande, como o senhor vê este processo de mudança proporcionado pelo mandato popular?
GB: Vejo com muita expectativa o nosso município se firmar como um município que soube encontrar o caminho da prosperidade.

Blog-Problemas históricos como a falta de água de qualidade e as péssimas condições do “matadouro municipal” foram bandeiras de sua luta como vereador. O enfrentamento à estas demandas precisa de uma ação mais eficaz. O quê tem sido feito para solucionar estes problemas?
GB: Estes são problemas que não dependem somente do governo municipal. Entretanto, o projeto “água para todos” do Governo do Estado deu início a obra que estava parada há muitos anos, sofreu uma parada por falta de recursos da contrapartida, mas estamos discutindo com a SEDURB a continuidade desta obra o mais breve possível. Quanto ao Matadouro, estamos trabalhando um projeto que vai atender 05 municípios; Muaná, Limoeiro do Ajurú, São Sebastião da Boa Vista, Curralinho e Oeiras do Pará. Um Matadouro que atenda os requisitos da vigilância sanitária E ADEPARÁ. e que terá uma capacidade para abater no mínimo 100 reses por dia.

Blog -O aumento da violência e do consumo/tráfico de drogas no marajó é uma crescente. Que políticas públicas existêm para coibir esta mazela social em São Sebastião da Boa Vista?
GB: O combate a violência como o tráfico de drogas que produzem estas mazelas tem que ser combatida por vários atores. Quanto ao Governo além da melhoria da educação, dos projetos como bolsa família, pro-jovem, saberes da terra, arte a vista e vamos implantar projetos como casas digitais na periferia da cidade, melhorar as práticas esportivas, vamos fazer um levantamento dos jovens, adolescentes, crianças, que estão em situação de risco e vamos dar um acompanhamento a eles e as suas famílias…

Blog- O projeto Orla (sic) está parado. Qual a verdadeira situação do andamento da obra.
GB – Temos dois problemas: A orla ainda não está desocupada e a empresa está sendo investigada para ver se ela tem condições financeiras para fazer essa obra. Mas estamos tomando todos os procedimentos para resolver estes dois problemas e num menor espaço de tempo a obra estará em andamento.

Blog-Nos conte um pouco da sua trajetória política.
GB – Fui Dirigente de Comunidade, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Vereador por 16 anos, Vice Prefeito e agora estou Prefeito.

Blog -Quais são as perspectivas de um próximo mandato petista no município?
A eleição pra mim é uma conseqüência do trabalho de um governo. O eleitor é sábio, ele sabe quem merece ser eleito e eu não tenho até hoje que me queixar do povo boavistense pois fui eleito e reeleito.

Blog -Laércio Pereira se desincompatibilizou para concorrer a uma cadeira na ALEPA. Qual a importância de se ter um candidato genuinamente marajoara?
GB – O mais importante num candidato é conhecer a realidade, a situação do povo, ter informações e compromisso com a sociedade paraense.

Blog -O senhor tem duas filhas formadas e , consequentemente, preparadas para assumir um cargo no seu governo. Existe a pretensão de chamá-las para compor o quadro de assessores de seu governo?
Não, eu e minhas filhas somos contra o nepotismo. Temos que dar exemplo e seguir os nossos princípios pessoais e políticos.

Blog – Deixe uma mensagem ao povo boavistense.
Entrei para a política partidária para lutar, defender os direitos e interesses do povo boavistense. Agora como Prefeito não será diferente. Sei que sou responsável pelos bens, pelo dinheiro, dos boavistenses além de ser responsável em buscar soluções para os inúmeros problemas que temos. Gosto de trabalhar em equipe, de ser avaliado, de receber sugestões. Por isso que convido a todos a fazer parte desta História.