Semana passada cortaram o fornecimento de energia elétrica para o ” Museu do Marajó”, que fica no município de Cachoeira do Ararí.
Antônio Smith, presidente do museu, afirma que se continuar assim as portas do museu irão fechar.
Sem apoio do governo a entidade vive na penúria.

De duas uma; Ou falta gestão no museu ou as coisas são difíceis mesmo.
Antônio esclarece que a Secult repassa apenas R$ 3.000 mensais, que estão atrasados desde janeiro, por conta da crise mundial que já acabou em todo o mundo, mas só continua aqui no Pará. A prefeitura de Cachoeira repassa a fortuna de R$ 600 mensais, e disponibiliza funcionários para a manuntenção do museu.
Não dá pra bancada paraense na Câmara conseguir pelo menos R$ 50.000 pro “museuzinho” não fechar suas portas?