Extraído do blog “Limoeiro do Ajuru

Mais uma vez a fraude está correndo livre em relação aos pescadores de Limoeiro do Ajurú, um deputado estadual e ex-Superintendente da Pesca do Pará, passou por aqui pelo municipio alegando participar de um evento cultural, mas na verdade o motivo foi revalidar as carteiras emitidas pelo Ministério da Pesca, carteiras estas que estão com o prazo vencido a alguns anos.

Estas carteiras só podem ser revalidadas mediante solicitação protocolada na superintendência do ministério da pesca no qual o atual superintendente é o sr. Albertino Leão.

A fraude ocorre quando o ex-superintendente carimba e assina as carteiras e coloca datas retroativas, como se estas tivessem sido revalidadas nos anos anteriores a 2010, quando este ainda era Superintendente da Pesca no Pará.

A prova das fraude está aparecendo de forma explicita, pois quando os pescadores assinaram o seguro defeso 2010-2011 nos meses de janeiro e fevereiro de 2011, estas carteiras estavam com o prazo vencido, no qual foi o motivo da notificação e bloqueio do seguro-defeso dos pescadores artesanais.

A pergunta é, se os pescadores tinham as carteiras revalidadas nessas datas anteriores a 2010, porque o seguro não foi liberado quando eles assinaram, pois só agora as carteiras estão aparecendo carimbadas e assinadas pelo ex-superintendente?

A verdade é que o ex-superintendente esteve aqui em Limoeiro do Ajurú especificamente na colônia de pescadores nos dias 22 e 23 de Julho, carimbando e assinando as carteiras com datas retroativas, isso explica a ida do presidente da colônia a Belém, levando as carteiras da seap fraudadas, para tentar liberar o seguro dos pescadores junto ao Sine e DRT.

Vamos ver se mais uma vez vai se repetir e ficar impune os crimes de falsificação e tentativa de enganar os pescadores e as autoridades competentes do nosso estado.