Morreu hoje 10 hs da manhã em Curralinho, uma criança de apenas 3 anos que morava no Rio Mutuacá. A criança deu entrada ontem (25) no hospital municipal da cidade após ter ingerido acidentalmente massa de mandioca e foi atendida por um enfermeiro no qual tentou resolver sozinho a ocorrência e não comunicou ao médico de plantão (sobreaviso). Esta falta de comunicação agravou a situação da saúde da criança que precisava ser transferida com urgência para o HRM de Breves

A família da criança não entendeu o porquê de não chamar o médico (Dr. João) que mora atrás do hospital e que estava de sobreaviso. Mas o enfermeiro tentou resolver sozinho durante a noite. Pela manhã quando outro médico plantonista chegou (Dr Joaquim) questionou o motivo de não acionar médico de plantão para avaliar a criança. Mesmo com atraso, tentaram transferir a criança, mas, infelizmente não resistiu.
Segundo informações, ao dar entrada no hospital, o enfermeiro ( Kleber) prescreveu “gentamicina” e “plasil” para aplicar na criança e, depois que aplicaram, a criança piorou até a morte
A família está revoltada e pedindo providencias do prefeito e da secretaria de saúde