O Instituto de Artes do Pará (IAP) está fazendo um levantamento da produção artística e cultural do estado do Pará, através do projeto “Mapa das Artes do Pará”. Durante os dias da caravana do Pro Paz Cidadania Presença Viva, o instituto aproveitará a oportunidade para identificar, registrar e divulgar a cultura dos municípios do arquipélago do Marajó.

Em Muaná, o presidente do IAP, Heitor Pinheiro, se reuniu com os artistas locais para discutir quais as maiores dificuldades que eles enfrentam e de que forma o Estado pode apoiar os projetos que já existem no município. “É preciso entender que nós precisamos deixar de fazer arte solitária, para fazer uma arte solidária. Exercitar a integração das artes fortalece os artistas”, enfatizou Heitor.
Os artistas da cidade parabenizaram a iniciativa do governo e deram sugestões de parcerias e projetos que podem ser criados entre o Estado e a classe artística de Muaná. “Nós temos muitas dificuldades, mas temos muita força de vontade para continuar lutando pela valorização da nossa cultura. Iniciativas como essa só vem a somar o nosso trabalho”, ressaltou Gledson Silva, do grupo teatral da cidade.
Além de mapear os artistas do estado, o IAP também está registrando os espaços culturais que as cidades têm para oferecer aos moradores. Muaná se destaca por possuir um cinema localizado em frente a principal praça da cidade. Criado em setembro do ano passado, o Cine Muaná é uma das principais opções de lazer da população.
O espaço foi construído dentro de uma sede social com capacidade para 100 pessoas. Possui ventiladores no teto, poltronas que cabem duas pessoas e uma tela de tamanho médio. “O mais legal é perceber que o espaço, apesar de simples, foi feito com carinho e tem como principal interesse possibilitar ao cidadão de Muaná um contato com a cultura”, concluiu o presidente do IAP.